LÂMPADA LED – O que é e Previsões de Mercado.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Olá, meu nome é Sergio Bergamini, e aqui dou início a uma série de artigos para você compreender um pouco mais sobre o nosso trabalho bem como as tecnologias que usamos.

O primeiro assunto abordado é sobre a tecnologia LED, que a Green Eng disponibiliza em seu portfólio como item tecnológico de suma importância.

Então vamos lá, você sabe o significado por trás desta palavra tão pequena? LED vem do inglês Lighting Emitting Diode, que traduzido significa Diodo Emissor de Luz, nada mais é que um dispositivo eletrônico que dispersa a energia que recebe na forma de luz. Sua estrutura básica é formada por uma pastilha semicondutora sob uma superfície refletora em forma de concha, envolvida por uma resina que faz o redirecionamento do feixe luminoso. A associação de várias destas pastilhas, ligadas à outros componentes eletrônicos, formam as lâmpadas que conhecemos.

Está tecnologia vem sendo empregada desde seu descobrimento, em 1960, porém, seu uso comercial como objeto de iluminação de alta potência, chegou no mercado em massa recentemente para nós, pois anteriormente ainda era uma tecnologia cara. Meses após meses e o percentual de sua inclusão vem crescendo aceleradamente, e isso se deve a vários fatores positivos que o emprego da mesma trás.

Apesar de todos os fatores positivos e sua venda crescendo cada vez mais em nosso mercado, ela ainda causa dúvidas por meio dos consumidores por ser uma tecnologia “nova”, mas historicamente isso é comum, podemos citar como exemplo as lâmpadas fluorescentes, que tiveram sua ascensão no mercado por volta de 1951 e somente em 2016 que a lâmpada incandescente, sua então antecessora, deixou totalmente o mercado brasileiro. Isso mostra que apesar da superioridade na eficiência da lâmpada fluorescente, a aceitação e implantação por completo acabam demorando.

Contudo, a estimativa segundo a GE Reports Brasil, é de que o uso do LED em iluminação cresça 45% ao ano e, até 2020, a previsão é de que o uso da tecnologia represente 70% do mercado de iluminação, graças a avanços e criação de novas tecnologias. Muito se diz no setor, inclusive, que o LED só não é tão revolucionário quanto foi a lâmpada incandescente de Thomas Edison.